CasAA-644
Inspirações Reportagens

A&A “Calmo, sincero e feliz”

A Ana e o André namoraram 7 anos e meio até o pedido acontecer.

Quando começaram a namorar, a Ana foi fazer Erasmus durante um ano para Roma e o André foi várias vezes visitá-la. No primeiro Natal que passaram, em 2009, a Ana ofereceu ao André, um enfeite de Natal em forma de coração e disse que seria para um dia porem na árvore de Natal.

Roma, estava marcada como uma cidade importante para os dois, assim quando a Ana fez 30 anos o André ofereceu-lhe uma viagem “de volta a casa”. Debaixo de muita chuva, no terraço do Pincio mesmo por cima da Piazza del Popolo, “na melhor vista sobre Roma” o André devolveu o coração que a Ana lhe tinha oferecido 7 anos antes e perguntou: Casas comigo?

A resposta foi Sim!

 

CasAA-20

CasAA-21

CasAA-22

4a

A escolha do vestido foi uma decisão fácil para a Ana. Assim que conheceu a Iza não teve qualquer dúvida que tinha de ser ela a fazer o seu vestido. Desde o primeiro minuto que se entenderam muito bem, e o resultado foi o vestido, que nem a Ana sabia que queria.

Do início do processo até à última prova viveram momentos muito emotivos, que deixam saudades.

vetsido

CasAA-64

CasAA-70

CasAA-76

CasAA-78

1

2

3

4

5

6

7

9

10

11

12

4

CasAA-661

3

5

CasAA-378

7

2

madrinhas

CasAA-616

CasAA-619

CasAA-632

CasAA-644

CasAA-647

noivos

CasAA-650

Em 3 palavras como descrevem o dia?
Calmo, sincero e feliz.

O que foi Casar com Graça?
Foi descanso porque havia alguém que estava a tratar de tudo e em quem pudemos delegar o dia.

Aos noivos que vão casar que conselhos dão?
Levem uma caneta! Ninguém vos vai dizer, mas podem acabar a assinar com uma caneta verde fluorescente que fica imortalizada em fotos. De resto simplifiquem, riam e estejam calmos não há ninguém que conheçam melhor do que a que vos espera no final e nada mais importa.

No dia, qual foi o momento que mais vos marcou?
Talvez a cerimónia porque não só foi celebrada por um diácono amigo que por nos conhecer fez uma homília muito bonita e sentida, mas também pelas palavras da nossa Ana Isabel que de tão simples e sinceras puseram toda a capela bastante comovida.

Continuem assim, sinceros e felizes!

Até velhinhos!

Write a comment