casamento verde sporting reportagem casar com graça
Reportagens

M&JM- “Um dia completo, surpreendente e verde, como se quer!”

A Mariana e o João maria namoraram quase 5 anos. A primeira vez que se viram foi em casa de um amigo do João Maria. A Mariana conta-nos como se conheceram.

 

“O João Maria diz que reparou logo em mim mas que não lhe passei cartão. Depois voltamos a ser apresentados por um dos padrinhos, o Gonçalo, e uma das madrinhas, a Madalena e tudo começou aí.

 


 

E como foi o pedido de casamento?

 

Foram passar o ano com um grupo de amigos a Pegarinhos, nome que ninguém conseguia pronunciar, que fica ao pé de Vila Real. O João Maria já tinha tudo planeado para o pedido de casamento. Era no miradouro de São Leonardo da Galafura, no Douro que o pedido ia acontecer, mas o plano saiu ligeiramente ao lado.
Ao sair de casa no dia 31 de dezembro de 2016, enfiou o carro dentro de um canteiro furando um dos pneus. Só conseguimos sair de lá com a ajuda dos anciães da aldeia que conheciam a Mariana, porque a casa era da avó há muito anos.

 

“Depois de termos conseguido encontrar pneus compatíveis com o carro numa aldeia ali perto fomos para Lamego almoçar. No fim do almoço decidimos ir até ao santuário da nossa senhora dos remédios em Lamego. O João Maria claramente nervoso pergunta-me se uma das capelas não era igual a capela da quinta dos meus avós, onde acabaríamos por casar, e aí pergunta se me queria casar com ele e, fora de mim, disse que sim. Apesar do pedido ter sido completamente diferente do que ele idealizou ainda teve mais graça porque foi complemente inesperado depois do dia que tínhamos tido e foi num sítio lindo e alusivo a nossa senhora dos remédios que sendo eu Farmacêutica não tinha outro remédio senão aceitar!”

 

A Mariana foi primeiro a algumas lojas ver que formatos mais gostava mas na verdade já tinha uma ideia do que queria. Acabou por pedir a Madalena Braga uns desenhos, que entendeu logo o que a Mariana sonhava para o seu vestido de noiva. Mandar fazer um vestido é sempre mais exigente, requer mais provas, e testes. Mas no final compensou o resultado final ficou óptimo, a a Mariana ficou super feliz com o seu vestido de noiva. Conta-nos a Mariana: “tem outro impacto porque não haverá a partida nenhum igual”.

 

reportagem-mariana-e-joao1 reportagem-mariana-e-joao2

A Mariana não usou nenhuma peça de família mas fez com que fizesse parte do que levava. Vejam a história:

“A minha mãe casou com um laço amarelo no vestido e fiz questão de levar um laço também não amarelo mas com uma das minhas cores preferidas que é o verde água.
Os brincos pedi a Rita Carrega que desenhasse uns de propósito para o dia e já a pensar que as minhas irmãs pudessem também usar no dia do casamento delas. 
A Rita Carrega também foi quem criou o meu anel de noivado que estava incrível e as nossas alianças.
Por último pedi a Catarina Vassalo que criasse um tocado para levar no dia e que ligava com a cor do laço. A Catarina aceitou logo o desafio e criou um tocado que estava mega e que estou desejosa de arranjar desculpas para o voltar a usar.”

 

reportagem-mariana-e-joao3
reportagem-mariana-e-joao4 reportagem-mariana-e-joao10 reportagem-mariana-e-joao9 reportagem-mariana-e-joao8 reportagem-mariana-e-joao6 reportagem-mariana-e-joao5

A Mariana e o João Maria casaram na Igreja de São Vicente em Abrantes. Encantaram a missa, um coro feito de amigos muito especiais e de onde podemos destacar a Teresinha Pinheiro que tem uma voz de arrepiar e o Fred Nolasco.

 

reportagem-mariana-e-joao11reportagem-mariana-e-joao12reportagem-mariana-e-joao13

reportagem-mariana-e-joao14 reportagem-mariana-e-joao15 reportagem-mariana-e-joao16reportagem-mariana-e-joao17reportagem-mariana-e-joao17breportagem-mariana-e-joao18

reportagem-mariana-e-joao20

reportagem-mariana-e-joao21 reportagem-mariana-e-joao22 reportagem-mariana-e-joao23 reportagem-mariana-e-joao24

Depois a festa foi em casa dos avós maternos da Mariana que tem uma quinta em Alvega, uma pequena aldeia perto de Abrantes. Os seus pais casaram lá, a irmã do seu avô também. Foi um sonho de criança tornado realidade, a Mariana sempre disse que se fosse possível era lá que queria casar.

 

O jantar foi numa tenda que estava incrível. Cortaram o bolo ao som de uma música do Sporting, clube de ambos. E abriram a pista à antiga com direito a valsa.

 

“Tivemos umas aulas antes com os nossos pais e só pelo programa de nos juntarmos todos e rirmos um bocado com a falta de coordenação já valeu a pena.”

 

reportagem-mariana-e-joao25 reportagem-mariana-e-joao26 reportagem-mariana-e-joao27 reportagem-mariana-e-joao28 reportagem-mariana-e-joao29 reportagem-mariana-e-joao30 reportagem-mariana-e-joao31 reportagem-mariana-e-joao32_1 reportagem-mariana-e-joao32_2 reportagem-mariana-e-joao34

Em 3 palavras: “um dia completo, surpreendente e verde, como se quer!”


Que conselhos dão a quem se vai casar?

“Gramem-se!Avancem com a certeza que é um compromisso para a vida! Por outro lado, mais importante que ser um casamento diferente ou o melhor de sempre é ser o vosso casamento. Ponham a vossa família a participar nos vários momentos, missa e festa. Para nós, não houve nada mais gratificante do que ver os nossos avós de 80 anos a dançar até as 2 da manhã sem parar porque escolheram algumas das músicas “do tempo deles”. Personalizar dá mais trabalho mas vale sem dúvida alguma a pena! O melhor elogio que pudemos ouvir foi: é a vossa cara!”

Por último, façam uma boa preparação do casamento!

Obrigada por terem partilhado connosco o vosso dia! Continuem tão queridos e apaixonados #atevelhinhos!

Graciously,

Ticas

Fotografia: 794.photography
Este casamento não teve organização Casar com Graça.

 

Write a comment